Formulário de Busca

Evento reúne em Montalvânia grupos de pedaleiros de cidades da região

O 1º Encontro de Bikes Integração Regional aconteceu em Montalvânia neste domingo (9), e reuniu pedaleiros de Manga, Juvenília, Matias Cardoso, Itacarambi e Cocos (BA), numa manhã que envolveu esporte, amizade e alegria.

Publicado em 11/fevereiro/2020 - 14:20

Por:Fernando Abreu / Jornalista

Encontro de ciclistas em Montalvãnia.Foto Fernando Abreu.

Seguindo uma tendência do Brasil e do mundo, a prática do Pedal vem se popularizando cada vez mais em nossa região.
Pedalar é bom para a saúde do corpo e da mente, ótimo para fazer amigos, uma oportunidade de se interagir com a natureza e eternizar bons momentos.

Há os que preferem pedalar na rodovia, nas estradas de chão da zona rural, a turma da noite, os que gostam de competir… mas, o importante é pedalar.

Encontro de ciclistas em Montalvãnia.Foto Fernando Abreu.

MONTALVÂNIA – Seguindo uma tendência do Brasil e do mundo, a prática do Pedal vem se popularizando cada vez mais em nossa região.
Pedalar é bom para a saúde do corpo e da mente, ótimo para fazer amigos, uma oportunidade de se interagir com a natureza e eternizar bons momentos.

Há os que preferem pedalar na rodovia, nas estradas de chão da zona rural, a turma da noite, os que gostam de competir… mas, o importante é pedalar.

Com o objetivo de difundir a prática do Pedal, se interagir e confraternizar pedaleiros de várias cidades da região como Manga, Juvenília, Matias Cardoso, Itacarambi e Cocos (Bahia), se encontraram em Montalvânia na manhã de domingo (9), no 1º Encontro de Bikes Integração Regional.

Depois de um passeio pelas ruas da cidade o grupo se confraternizou em um balneário a margem do rio Cochá, com café da manhã, almoço e muita alegria e animação.

A grande maioria saiu e voltou para sua cidade pedalando, acompanhado por carros de apoio.

Para o advogado João Victor Tavares, da cidade de Manga, que começou a pedalar em 2011 quando ainda morava em Montes Claros, a popularização do Pedal fez com que as pessoas passassem a conhecer e a tomar gosto pelo esporte que, segundo ele, é fácil e acessível.

– Com a popularização do esporte a nível nacional o pessoal de Manga começou a conhecer e a tomar gosto pela prática, que, além de fácil é acessível. E os encontros frequentes fizeram com que as pessoas se conhecessem, se tornando amigos. Além de fazer bem para a saúde o esporte também promove a interação, declarou o advogado.

Pedalar é um exercício gostoso e estimulante. Passear de bike é esquecer os problemas, fazer novas amizades, estimular a boa convivência entre as pessoas e adquirir saúde se livrando do sedentarismo.

O enfermeiro, Eujácio Ribeiro de Jesus, Secretário de Saúde de Matias Cardoso, que começou a pedalar depois que ganhou uma bicicleta de presente e nunca mais parou, diz que pedala por prazer, para estar em forma e para fazer amigos.

– Pedalo ao menos três vezes por semana e sempre participo dos Encontros promovidos pelos grupos de pedaleiros. O Pedal, além de ser com boa prática de saúde é também uma troca de experiências. Conhecemos pessoas, fazemos amizades… é diversão garantida, afirmou o enfermeiro.

Existem pessoas que passaram a pedalar por recomendação médica. De acordo com especialistas durante uma pedalada os sistemas respiratório, cardiovascular e muscular periférico acabam interagindo melhor entre si, proporcionando uma melhora direta na saúde do indivíduo.

O locutor comercial da cidade de Cocos (BA), Jhonatas Oliveira Veiga, participante do Grupo Casaco de Couro, disse que começou a pedalar por conta de um problema de saúde, mas que passou a gostar e hoje é um apaixonado pelo Pedal.

– Sofria bastante com “falta de ar” e, seguindo recomendações médicas, passei a andar de bicicleta, o que me curou completamente. Hoje faço parte do Grupo Casaco de Couro, que possui cerca de 30 participantes e pedalamos ao menos três vezes por semana. O grupo possui de crianças a idosos que, além de praticar o esporte, realiza um trabalho social de apoio às pessoas carentes da cidade. Já doamos duas bicicletas para jovens que não podiam comprar, mas tinham vontade de participar dos encontros, disse o locutor.

São do Grupo Casaco de Couro o cadeirante Sandro Moura, que sempre acompanha a turma mesmo com mobilidade reduzida, o mais velho ciclista do Encontro, o protético Francisco Assis Neto, 65 anos, e o mais novo, o seu neto Bernardo Assis Carneiro, 6 anos, que disse gostar muito de pedalar e participar dos encontros, pois, sempre está junto dos amigos e da sua família.

– No Pedal tem aventura, amizade e saúde, disse o garoto.
Outro que começou a pedalar por motivos de saúde é o vigilante, Wanderson Silas, da cidade de Manga, que sofria de hipertensão e hoje se diz curado e apaixonado pelo esporte.

– Pedalo desde 2016 por incentivo de amigos. Tinha pressão alta e depois de pedalar minha pressão ficou normal e nunca mais subiu. Todas as pessoas deveriam pedalar para melhorar a saúde. Além da saúde, o Pedal proporciona prazer e interação, conheci e fiz amizade com muitas pessoas nos encontros e até já arrumei namorada. Comecei a pedalar por causa da saúde, mas hoje virou um hobby e sou apaixonado pelo ciclismo, afirmou Wanderson.

Sobre o 1º Encontro de Bikes Integração Regional realizado em Montalvânia, o motorista, Dartagnan Ribeiro, da cidade de Matias Cardoso, que fez o percurso total de 120 Km, ida e volta, de bike, disse ter gostado muito do evento, que foi bem organizado e fez com que a turma se interagisse, e ainda convidou para o Encontro a ser realizado em sua cidade no dia 17 de maio.

A auxiliar de laboratório, Lucélia Lima, da cidade de Manga, disse que o evento foi maravilhoso e o percurso bastante fortalecedor.

– Gostei muito de participar! Um show de organização, ótima recepção, um café saudável e farto, almoço gostoso, o local aconchegante e as pessoas super simpáticas e atenciosas, declarou Lucélia.

Se você nunca experimentou montar em uma bicicleta e pedalar a sério… Vicie-se nos pedais! Pessoas que andam de bicicleta regularmente economizam em visitas ao médico. Você vai perceber em pouco tempo os benefícios que andar de bicicleta trazem para sua saúde.

Está clinicamente comprovado que é uma das atividades mais completas e universais para prevenir dores nas costas, proteger as articulações e melhorar o sistema circulatório e imunológico, assim como manter sua saúde psíquica em ordem. Pedalar é um dos melhores antidepressivos naturais que existem.

Além de fazer bem a saúde do corpo e da mente e promover a interação, o pedal é uma atividade física bastante prazerosa.

Encontro de ciclistas em Montalvãnia.Foto Fernando Abreu.
Edição:

Comentários

Fretamento

Eventos

Programação do Carinhanha Folia 2020

“Carinhanha Folia 2020” inicia neste sábado (22)

O circuito receberá a abertura oficial do Carinhanha Folia 2020.

Enquete

....

CBR
© 2010-2018 Folha do Vale - Todos os direitos reservados | WOWF