Formulário de Busca
FG

Telegram diz que não há evidência de que aplicativo foi hackeado

Os diálogos foram feitos no Telegram. O site diz que as mensagens foram repassadas por uma fonte.

Publicado em 11/junho/2019 - 14:33

O aplicativo de mensagens Telegram disse hoje que não há evidências de que seu sistema tenha sido hackeado ao comentar o caso envolvendo o ex-juiz federal e ministro da Justiça, Sergio Moro, e de integrantes da força-tarefa do MPF (Ministério Público Federal) na Operação Lava Jato no Paraná.

Conversas entre Moro e procuradores foram divulgadas no último domingo (9) pelo site “The Intercept Brasil”. Os diálogos foram feitos no Telegram. O site diz que as mensagens foram repassadas por uma fonte.

Em resposta a uma pergunta feita por um brasileiro no Twitter, que questionou se o aplicativo foi hackeado, a conta do Telegram no microblog disse em inglês que “não há evidência de nenhuma invasão”. “É mais provável que tenha sido malware [um tipo de vírus] ou alguém que não esteja usando uma senha de verificação em duas etapas”.

Por Uol

Edição:

Comentários

Fretamento

Eventos

Cartaz da programação da festa de 23 anos de emancipação política de Juvenília, no Norte de Minas Gerais. Foto: ASCOM.

Dupla sertaneja João Moreno e Mariano se apresenta neste sábado (21) em Juvenília

A dupla sertaneja João Moreno e Mariano se apresenta a partir das 21h, na Praça central da cidade de Juvenília, no Norte de Minas Gerais, neste sábado (21).

Enquete

Como você avalia os vereadores Malhada






Resultado parcial

CBR
© 2010-2018 Folha do Vale - Todos os direitos reservados | WOWF